TV digital: uma futura plataforma para o e-commerce

Apesar de a TV digital ter sido inaugurada oficialmente no Brasil em 2007, a realidade das transmissões televisivas é outra. Aqueles que ainda dependem de antenas para assistir a programação da TV aberta sofrem com interferências típicas como problemas de imagem e de som. Teoricamente, com a chegada da nova tecnologia, as imagens terão qualidade 6 vezes superior do que as atuais e o áudio será o 5.1, igual ao de alguns DVDs. O sinal digital, no entanto, está disponível apenas em algumas cidades e a dificuldade para sintonizar é grande. Por outro lado, existe uma evolução cada vez mais visível impulsionada pela TV por assinatura. Hoje, existem receptores que transmitem YouTube e outras plataformas de clipes e filmes online.

Mas a TV digital também vai ocasionar outras mudanças. A interatividade é o recurso mais revolucionário que a tecnologia da transmissão digital pode trazer em termos de TV, já que tal interatividade pode ser vista de maneira parecida na internet. A tecnologia que permitirá esta inovação, no entanto, ainda está em estudo. Algumas fabricantes de aparelhos de TV já expuseram em feiras pelo mundo sistemas que realmente permitem um grau de interação satisfatório com o equipamento, mas tudo ainda está em fase experimental.

tv-commerce

O e-commerce pode ser um dos setores beneficiados com esta provável interação. São muitas as possibilidades de uso desta ferramenta. Imagine que numa reportagem sobre um grande personagem da literatura, o jornalista cite nomes de famosos escritores e simultaneamente aparece no canto da tela um ícone com a seguinte mensagem: compre agora as obras mais famosas de “fulano de tal”. Este é um recurso que mais cedo ou mais tarde a tecnologia da TV digital vai permitir. A concretização desta ideia, no entanto, envolve outros fatores como linha editorial da emissora e questões financeiras.

Um bom exemplo da relação entre TV digital e e-commerce é a parceria firmada entre o Kuantokusta e a Portugal Telecom. O acordo entre prevê a exibição de ofertas contidas no comparador de preços para os assinantes da maior empresa de TV por assinatura do país. A aplicação deste recurso está em fase de testes.

O fato é que com esta nova plataforma disponível as empresas de e-commerce aumentarão consideravelmente suas chances de ganho e as possibilidade de explorar novas formas de linguagem de vendas e de fazer negócio. Afinal, como fazer a dona de casa comprar o vestido que a moça da novela está usando? Qual apelo deve ser dado? Como isso será feito? As possíveis respostas, por enquanto, são apenas divagações. Embora a tecnologia que permita a interação ainda não seja uma realidade, é melhor começar a imaginar como será o futuro e como ser parte ativa das transformações que o mercado enfrentará.

Fonte: ecommercenews

Compartilhe