Como vai funcionar a chamada interurbana sem código de operadora

A Anatel anunciou nesta quarta-feira, 20, que os brasileiros poderão eliminar o Código de Seleção de Prestadora (CSP) em ligações de longa distância. O CSP é o  número que identifica as operadoras em chamadas interurbanas ou internacionais, como 15 (Telefônica) ou 21 (Embratel).

A medida vai funcionar da seguinte forma: os clientes que quiserem fazer chamadas interurbanas (DDD) ou internacionais (DDI) sem usar o CSP deverão informar sua prestadora de telefonia fixa para qual operadora serão direcionadas estas ligações.

Um cliente da Telefônica, por exemplo, precisará acionar a companhia para avisar que a partir de agora todas as ligações com DDD e DDI deverão ser feitas por outra operadora. Desta forma, o usuário não precisará mais inserir códigos durante as chamadas, pois estas serão automaticamente realizadas pela prestadora de escolha.

As operadoras eleitas, no entanto, deverão ter 50 mil clientes ou menos. Ou seja, as grandes companhias de telefonia fixa não são opções válidas para eliminação do CSP.

A Anatel explicou que a medida foi tomada para ajudar as pequenas operadoras, que muitas vezes não têm chances de divulgar seu CSP ou nem possuem um CSP, apesar de estarem aptas a realizar ligações interurbanas.

Sendo assim, com a nova proposta, as prestadoras com menos de 50 mil clientes terão a oportunidade de oferecer seus serviços de DDD e DDI sem depender do código de seleção. Segundo a agência nacional de telecomunicações, estas empresas poderão conceder benefícios às pessoas que as adotarem como operadoras padrão para chamadas interurbanas e internacionais.

A Anatel acredita que a medida vai estimular a concorrência, já que as grandes operadoras terão mais competidores. A agência também informou que os clientes poderão cancelar o direcionamento automático de chamadas às pequenas operadoras a qualquer momento, voltando a inserir o CSP a cada ligação.

As pequenas prestadoras interessadas em oferecer o serviço de DDD e DDI sem a necessidade do código precisam encaminhar uma solicitação à Anatel até 18 de junho. A partir do momento em que a empresa receber o aval poderá iniciar imediatamente suas ofertas de chamadas de longa distância aos usuários.

Sem o CSP, as pessoas deverão discar 0 + DDD da cidade + número de telefone para qual deseja fazer a chamada. Já nas ligações para fora do Brasil, o usuário terá de discar 00 + código do país + código da região do país (se tiver) + telefone para qual deseja fazer a ligação.

Fonte: olhardigital

Compartilhe