Google Reader, agregador de feed RSS, vai acabar em julho

RIO — A Google vai encerrar em 1º de julho o Google Reader, serviço que exibe conteúdo de sites ao agregar feeds RSS. Lançado em 2005, o Reader estaria sendo pouco utilizado:

“Há duas razões simples para isso (o encerramento): o uso do Google Reader tem diminuído e estamos canalizando toda nossa energia em menos produtos”, disse a Google em blog oficial na quarta-feira.

Usuários e desenvolvedores interessados em outras opções podem exportar seus dados, incluindo assinaturas, com o serviço Google Takeout, ao longo dos próximos quatro meses.

O Google Reader é um dos muitos agregadores de feeds RSS disponíveis na internet. Eles ganharam popularidade por conseguir concentrar em um só lugar conteúdo disperso na internet, ajudando os internautas a estar em dia com atualizações de seus sites favoritos sem precisar visitar muitas páginas para isso. Mas, nos últimos anos, a função foi sendo eclipsada pela ascensão de redes sociais, sobretudo do Twitter.

Apesar disso, vários internautas detestaram a aposentadoria do Reader. Logo após o anúncio, uma petição on-line foi criada no site Change.org exigindo que o serviço continuasse existindo. Na manhã desta quinta-feira, mais de 35 mil pessoas já haviam apoiado o abaixo-assinado.

“Eu uso o Google Reader há anos! Eu tenho, literalmente, milhares de itens favoritados lá. A leitura de notícias por meio de redes sociais não se comprara à simplicidade do RSS. Por favor, mantenham o Reader. A comunidade, apesar de menor, continua muito ativa”, protestou um internauta.

Outros usuários fiéis criaram um site bem humorado para expressar o descontentamento com o fim do produto. O BringGoogleReaderBack.com exibe animação em GIF de como uma garota reagiria à notícia, com o texto “Querida Google, você deveria trazer o Google Reader de volta.”

O encerramento do Google Reader faz parte da tradicional “limpeza de primavera”, quando a empresa acaba com vários produtos considerados não-essenciais. Desta vez, a companhia também encerrou seu aplicativo de voz para BlackBerry, o Snapseed Desktop e o Google Cloud Connect.

Fonte: oglobo

Compartilhe