Celular completa 40 anos de idade

O dia 3 de abril de 1973 é um dia importante para o mundo da tecnologia móvel. Nessa data foi realizada a primeira ligação pública com o primeiro telefone móvel do mundo. A ligação partiu do engenheiro da Motorola, Martin Cooper, para seu colega e concorrente, Joel Engel, da Bell Labs. E ‘móvel’ não é exatamente a melhor palavra para descrever o aparelho: Martin usou um celular que pesava 1,13 kg, tinha autonomia de bateria de apenas 30 minutos e levava 10 horas para carregar. Não era a toa que ele foi apelidado de ‘sapato-fone’.

Mesmo assim, a Motorola acreditou na ideia de Martin: foram investidos 100 milhões de dólares em pesquisa e desenvolvimento na área durante 20 anos, sem que a empresa visse um tostão de retorno. Hoje, quatro décadas depois, vemos a indústria de celulares disputando quem consegue fazer o aparelho mais fino, com processador mais poderoso e com a maior autonomia de bateria. E achamos ruim quando nossos smartphones atuais duram menos de 6 horas ligados.

Antes desse importante desenvolvimento, os chamados telefones móveis estavam restritos a carros de luxo e o primeiro modelo deles nasceu em junho de 1946. Os carros eram meio que obrigatórios, já que o equipamento necessário para que o telefone funcionasse pesava cerca de 36 kg. E esse tipo de equipamento durou bastante antes do celular se popularizar, mesmo depois da demonstração de Martim. Foi apenas na década de 90, quando os telefones móveis ficaram mais baratos, que o declínio desse tipo de aparelho aconteceu.

Fonte: tecnoblog

Compartilhe