Mozilla: Pequenos Ajustes para Liberação do Manifesto 1.0

Desde o ano de 2007, a Mozilla tem vindo a desenvolver o seu Manifesto, que expressa claramente os valores da organização. O Manifesto surgiu como versão “0.9″ e desde então, já foi traduzido para vários idiomas, mas ainda tem que chegar a versão 1.0. Mitchell Baker, presidente da Mozilla Foundation, anunciou “alguns ajustes” para o Manifesto que deverá permitir que ele chegue ao ramo 1.0. Assim, o projeto celebra o seu décimo quinto ano de existência. Esses ajustes envolvem a adição de privacidade ao lado de segurança a partir de um princípio, e enfatizando a capacidade do indivíduo para criar a sua própria experiência da Internet.

Internet e Modernidade

Os princípios em questão, de acordo com as mudanças propostas, envolvem a Internet como parte integrante da vida moderna – a educação, a comunicação, a colaboração, os negócios, além do entretenimento e da sociedade como um todo. Outro ponto importante a ser enfatizado é que a Internet é um recurso público global, que deve permanecer aberto e acessível.

Privacidade na Grande Rede

Na sequência, vem a questão de que a Internet deve enriquecer a vida dos seres humanos individuais; a segurança e a privacidade dos indivíduos na Internet é fundamental, e não pode ser tratada como opcional. As pessoas devem ter a capacidade de moldar a Internet, e as suas próprias experiências sobre ela; a eficácia da grande rede como um recurso público depende da interoperabilidade, inovação e participação descentralizada em todo o mundo.

Incentivo ao Uso do Software Livre

O software livre promove o desenvolvimento da Internet como um recurso público. Os processos baseados na comunidade devem ser transparentes a fim de promover a participação, alavancar o senso de responsabilidade e de confiança. Além disso, o envolvimento comercial na Internet traz muitos benefícios, a partir do momento em que existe um equilíbrio entre os objetivos comerciais e de benefício público.

Fonte: underlinux

Compartilhe