No mundo mobile: Menos é Mais. Será?

Já percebeu que as pessoas adoram adotar regras em cima de tendências? Estamos passando por uma revolução tecnológica, onde tudo muda todos os dias e muitas vezes tomamos decisões baseadas em feeling, por falta de dados concisos. Algumas vezes acertamos e outras erramos.

A tendência da vez é o mobile. Muito se fala sobre, mas pouco se sabe ao certo como realmente é o comportamento das pessoas que utilizam smartphones, por exemplo.

Até pouco tempo atrás (minutos, horas ou dias), se alguém perguntasse a você como imagina que é o acesso das pessoas que utilizam smartphones no Brasil, provavelmente a resposta seria algo parecido com: “A maior parte das pessoas utilizam seus smartphones nas ruas com acesso 3G.” Certo?

ERRADO. O Google (sempre ele) desenvolveu uma pesquisa sobre os hábitos de pessoas que utilizam smartphones. Para essa pesquisa foram selecionados países como: Brasil, China, Suécia, Inglaterra e Estados Unidos. O que mais impressionou é que em todos os países, o acesso de casa é o mais utilizado. No Brasil, os acessos ficaram em ordem: 1º lugar: Casa; 2º lugar: trabalho; 3º lugar: Em uma loja; 4º lugar: Andando; 5º lugar: Ônibus; 6º lugar: Cyber Café. Confira o gráfico abaixo:

Analisando este gráfico é fácil citar um erro crucial que a grande maioria dos sites com versão mobile vem tomando: Redução de conteúdo. Da mesma forma que essa tendência de resumir o que será mostrado na versão mobile, baseado no feeling de que usuários acessavam com mais frequência nas ruas e com conexão 3G, as empresas vem adotando muito a ferro e fogo a famosa expressão “Menos é Mais”, quando o assunto é conteúdo.

O que deve ser levado em consideração é como será a experiência do usuário com o conteúdo do seu site através de um design inteligente que consiga apresentar de forma organizada, mas sem resumi-lo radicalmente. Conforme apresentado na pesquisa, o acesso de casa ou trabalho, geralmente é feito utilizando uma boa conexão wireless (no padrão brasileiro). Então nada de querer esconder conteúdo achando que seu cliente ou visitante não terá condições de acessar.

É preciso conhecer mais o padrão dos consumidores que utilizam smartphones e investir um pouco da verba de marketing em interação e usabilidade, para que de forma baseada em estudos e resultados possa dizer que realmente: Menos é Mais!

Fonte: ecommercenews

Compartilhe