É como testemunhar o nascimento da Fênix

A maior parte do tempo a gente não pensa muito Nele, mas sem o Sol nossa vida seria bem incômoda, só não seria impossível porque temos o STEAM. Mesmo assim ele está longe de ser a entidade pacífica e benevolente que foi divinizada por tantas culturas. Nosso planeta inteiro sobrevive de uma fração ínfima da energia emitida pelo Sol.

20131101dark_phoenix_-_x-men_legends_002

Pense bem: A qualquer momento metade da Terra está recebendo luz solar. Isso dá uns 260 milhões de km². Parece muito, mas pense que o Sol está a 150 milhões de km, emitindo energia para todos os lados. Olhe pra sua unha. Imagine que ela é todo um planeta e depende da luz da lâmpada no teto. Mas SÓ da luz que incide na unha.

Mesmo só pegando uma rebarba, é mais energia do que precisamos, e o Sol tem energia de sobra. Algumas vezes ele demonstra isso de forma dramática, como nas explosões solares, ejeções de massa e, no caso, erupção em filamento. Quando o campo magnético de parte do Sol se alinha, é formado um arco de plasma a mais de 1 milhão de graus que é ejetado em velocidades que podem chegar a 1% da velocidade da luz, ou mais de 3.200 km/s.

Fonte: Meio Bit

Compartilhe