Assistente do iPhone, Siri finalmente será traduzida para português

Parece que a espera dos brasileiros por uma Siri que fale português está para chegar ao fim, porque a Apple fará a assistente pessoal do iOS falar o idioma local.

Há alguns dias a empresa começou a buscar um profissional que possa trabalhar na tradução do sistema, fazendo com que ele opere, em português, com a mesma eficiência vista por quem usa o aparelho em inglês.

Entre os requisitos para a preencher a vaga estão a obrigação de ter fluência nativa no idioma, experiência comprovada com desenvolvimento de softwares e entender de iOS ou Mac OS X.

Além do profissional que ajudará a Siri a falar português, a Apple também procura quem tenha habilidades assim mas fale cantonês, japonês, inglês australiano e britânico, turco, russo, entre outros.

Para se candidatar, clique aqui.

Fonte: olhardigital

Compartilhe

TIM anuncia aparelho que integra TV digital, YouTube e Netflix

A operadora TIM revelou nessa terça feira em São Paulo uma central de entretenimento capaz de integrar TV digital e os serviços de streaming online Netflix e YouTube. Chamado de Live Tim Blue Box, o aparelho está sendo testado em São Paulo e no Rio de Janeiro e deve ser lançado no segundo semestre.

tim

Equipado com antena e conversor de TV digital, o produto conecta-se à TV e à internet por wi-fi ou cabo e pode ser instalado pelo próprio consumidor. O aparelho vai custar entre 400 e 500 reais, segundo a empresa, e não exigirá assinaturas para consumir conteúdo, a não ser no caso do Netflix, que cobra R$ 19,90 por mês.

Com o sistema “Blue Box do Seu Jeito”, o aparelho reconhece as preferências do cliente e recomenda programas de acordo com cada perfil. Com ele, é possível pausar o programa ao vivo e retomar a cena a que estava assistindo quando quiser. Se preferir gravar um filme ou série, basta conectar um HD externo ou um pen drive. Para não perder o conteúdo favorito, o usuário terá acesso à lista de programação dos próximos sete dias diretamente na TV.

“O brasileiro gosta de assistir à TV e de ver vídeos na internet, mas hoje tem dificuldades para encontrar os programas de que mais gosta, distribuídos entre centenas de canais e em diferentes aparelhos”, analisa o CEO da TIM Fiber, Rogerio Takayanagi.

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe