Brasileiro está confiando mais nas lojas virtuais, diz estudo

Segundo estudo do Serviço de Proteção do Crédito (SPC) divulgada nesta terça-feira, 3, o brasileiro já não possui mais tanta desconfiança na hora de fazer compras online. A pesquisa afirma que apenas 8% dos entrevistados afirmam não adquirir produtos pela internet com medo de serem enganados ou não receberem o pedido.

O levantamento foi feito com 678 pessoas de todas as capitais entre os dias 5 e 8 de janeiro, levando em conta compras realizadas em 2014. Em relação ainda à confiança, o índice médio de satisfação auferido pelo SPC foi de 9,3, numa escala de 0 a 10.

Outro dado interessante constatado pelo estudo é que dois a cada dez consumidores (cerca de 19%) realizaram sua primeira compra virtual entre 2013 e 2014, o que mostra que há um movimento recente em aderir ao método. Além disso, as mulheres respondem por 23% dessa fatia, os consumidores das classes C, D e E por 26%, e as pessoas sem ensino superior, por 36%. Já o perfil de cliente mais assíduo é escolarizado, com idade entre 35 e 49 anos e pertencente à classe A ou B.

No que diz respeito às vantagens de se comprar online, 74% dos entrevistados acredita que adquirir pela internet é cômodo, 50% vê benefícios por conta dos preços baixos, 33% diz economizar tempo e por fim, 27% dos clientes vê facilidade na hora de comparar produtos.

Apesar de itens como eletrônicos, livros, calçados, roupas e eletrodomésticos serem os mais comprados em 2014 pelos entrevistados, há quem ainda apresente resistência em alguns produtos. Dentre eles estão os seguros (25%), artigos para pets (19%) e delivery de comida (15%).

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe