Xiaomi compra patentes da Microsoft e leva Skype e Office aos seus smartphones

A Microsoft concordou em transferir algumas de suas patentes para a Xiaomi, integrando os planos da fabricante de smartphones chinesa de entrar no mercado norte-americano e avançar em outros.

O acordo entre a Xiaomi e Microsoft também cobre o uso do Microsoft Office e Skype em smartphones Android e tablets da companhia chinesa, de acordo com um comunicado enviado pela Microsoft nessa terça-feira.

Segundo informações do Wall Street Journal, a Xiaomi comprou cerca de 1.500 patentes da Microsoft e ainda está assinando um licenciamento cruzado para outras patentes da empresa de Redmond.

“Expandir a parceria entre Xiaomi-Microsoft: novo acordo para Office & Skype pré-instalados, licença cruzada IP e acordo de transferência de patente”, escreveu o vice-presidente da Xiaomi, o brasileiro Hugo Barra, em sua página no Twitter.

No entanto, ainda não ficou claro se a Microsoft vendeu patentes relacionadas ao Android para a Xiaomi.

“Imagino que a Microsoft gostaria de manter suas patentes Android, e provavelmente não as venderia”, disse Bryan Ma, vice-presidente da consultoria IDC.

“De qualquer forma, a Xiaomi está tentando construir seu portfólio de patentes, particularmente para ajudar seus esforços internacionais, então isso soa como um ótimo impulso”, disse Ma. O acordo também dá ao ecossistema da Microsoft mais usuários em potencial, algo que tem se tornado cada vez mais importante para a companhia do que o Windows.

De acordo com analistas, a companhia chinesa tem mirado o mercado americano há um tempo, mas aparentemente resistiu devido a preocupações sobre processos por infração de patentes, que se tornaram uma parte relativamente comum às fabricantes de smartphones para manter suas rivais fora do lucrativo mercado americano. A entrada da Xiaomi na Índia, por exemplo, resultou em um processo por infração de patentes movido pela Ericsson.

Sob o acordo com a Microsoft, que se inicia a partir de setembro, aparelhos Android Xiaomi, incluindo o Mi 5, Mi Max, Mi 4s, Redmi Note 3 e Redmi 3, virão com os seguintes aplicativos pré-instalados: Microsoft Word, Excel, PowerPoint, Outlook e Skype. Ofertas específicas devem variar de acordo com o aparelho e operadora. Segundo a Microsoft, o acordo também cobre o Windows 10 para o Mi Pad e o Microsoft Azure alimentando o serviço Mi Cloud.

A Microsoft assinou com um grande número de fornecedores de smartphones Android para o seu programa de licenciamento de propriedade intelectual que os protege de processos por violação de patentes. A companhia assinou mais de 1.200 acordos desde que o lançou em dezembro de 2003.

Fonte: IDGNow

Compartilhe