Oracle VirtualBox 5.1 disponível – melhoria na integração com Linux e no suporte multimídia

O VirtualBox, programa desenvolvido pela Oracle que permite aos computadores rodarem máquinas virtuais, lançou a versão final 5.1; que contém melhorias significativas, com um grande número de aprimoramentos e correções de erros/bugs. Acompanhe as novidades. Entre as principais, destaco melhoria na integração com Linux e no suporte multimídia.

NOVIDADES DO VIRTUALBOX 5.1

Ontem, 12 de julho de 2016, a Oracle anunciou o lançamento final da versão 5.1 do software de virtualização VirtualBox. No seu anúncio, a Oracle prometeu ser uma atualização de versão digna comparada com as anteriores ;-) . Pois, aumenta a integração com Linux, suporte aprimorado a recursos multimídia e suporte para novas tecnologias.

A versão 5.1 suporta os mais recentes sistemas operacionais hospedeiros, incluindo: Mac OS X Yosemite, Windows 10, o Oracle Linux, Oracle Solaris, outros sistemas operacionais Linux e sistemas operacionais legados.

As atualizações do VirtualBox 5.1 são consideradas relevantes, pois trouxeram melhorias para Linux. Por exemplo, suporte a HDA ​​(High Definition Audio) para sistemas convidados (guests) Linux e ativação de controladores x2apic(usado pela Intel em sua arquitetura xAPIC).

Melhoria no suporte a dispositivos USB, suporte de áudio multicanal e melhoria no desempenho geral durante aexecução de VMs com múltiplas CPUs. No quesito da rede, diversas atualizações foram feitas. Nessa versão atualizada, está disponível a implantação automática dos módulos do kernel em sistemas operacionais GNU/Linux!! Ou seja, não é mais preciso ficar reconfigurando ou recompilando o módulo do kernel DKMS quando atualizações de versões do kernel do sistema forem feitas ;-) .

Além disso, o VirtualBox 5.1 trabalha fino com sistemas com init systemd e com as últimas versões do kernel Linux (4.6 e 4.7).

Também, foram resolvidos alguns bugs que afetam initramfs e das bibliotecas OpenGL – API utilizada para computação gráfica. Suporte ao Python 3 foi melhorado. Incluem melhorias na implementação de um novo controlador de armazenamento chamado NVMHCI (Non-Volatile Memory Host Controller Interface Specification) para emular dispositivos NVMe (NVM Express) – Flash storage emulation.

Por último, mas não menos importante, o VirtualBox 5.1 introduz uma nova funcionalidade de registro projetado para filtrar e destacar informações sobre VMs e host hospedeiro. Em resumo, é uma ferramenta de relatórios que recolhe automaticamente logs e informações sobre ambos que vai ser usada para que a Oracle analise e depure os erros encontrados.

Conforme nota oficial de lançamento, a Oracle resumiu as atualizações dessa maneira:

  • Improved Performance: Melhorias significativas para desempenhos de VMs com múltiplas CPU e melhorias nas configurações de rede;
  • Bug Reporting Tool: Nova ferramenta para coletar todas as informações e registros de logs reportados pelo hospedeiro e VMs. Tudo isso, para a Oracle possa monitorar e detectar bugs;
  • Improved multimedia availability: Melhoria no suporte a dispositivos USB e suporte de áudio multicanal;
  • Flash storage emulation: Incluem melhorias na implementação de um novo controlador de armazenamento chamado NVMHCI (Non-Volatile Memory Host Controller Interface Specification) para emular dispositivos NVMe (NVM Express) – Flash storage emulation.
  • Improved Linux integration: implantação automática dos módulos do kernel em sistemas operacionais GNU/Linux no caso de atualizações do Kernel Linux (não é mais preciso ficar reconfigurando ou recompilando o módulo do kernel DKMS) e melhoria no suporte a sistemas com init systemd.

Descrição completa das melhorias encontradas no VirtualBox 5.1 podem ser encontradas aqui.

QUERO TESTAR

O VirtualBox 5.1 já está disponível para download para os sistemas operacionais através do site oficial do VirtualBox.

É recomendado que os usuários Linux esperar a nova versão a chegar nos principais repositórios das distribuições Linux antes de atualizar ;)

Fonte: Linux Descomplicado

Compartilhe

Avast anuncia a compra da AVG por US$ 1,3 bilhão

A Avast anunciou, nesta quinta-feira, 7, ter fechado um acordo para adquirir a AVG por US$ 25 a ação – o que dá aproximadamente US$ 1,3 bilhão, valor que será pago em dinheiro após a aprovação total do negócio.

De acordo com a companhia, o acordo foi aceito unanimemente pelos conselhos de gerenciamento e supervisão da Avast. Na AVG a aprovação também saiu, mas por uma maioria que recomendou aos acionistas que aceitem a venda.

Ambas as empresas foram criadas na República Tcheca entre o final dos anos 1980 e o começo da década seguinte e as duas começaram a expandir os negócios internacionalmente nos anos 2000. Unidas, elas contarão com uma rede com mais de 400 milhões de pontos de acesso – 160 milhões são pontos móveis atuando como sensores, obtendo informações sobre arquivos maliciosos para neutralizar ameaças assim que elas surgem.

“Combinar as forças de duas grandes empresas de tecnologia, ambas fundadas na República Tcheca e com culturas e missões em comum, nos colocará em uma boa posição para tirar vantagem das novas oportunidades que estão por vir, a exemplo do crescimento enorme da Internet das Coisas”, escreveu, em comunicado, o CEO da Avast, Vince Stecker.

Contando com as aprovações de acionistas da AVG e de órgãos reguladores, o negócio deve ser concluído em algum momento entre 15 de setembro e 15 de outubro deste ano.

Olhar Digital

Compartilhe