Apple Watch esgota nos primeiros minutos de venda

Começou hoje a venda do Apple Watch, aguardado relógio inteligente que a empresa da maçã apresentou no ano passado. Quem está no Brasil ainda não pode comprá-lo, e quem já pode ainda não o receberá. Mesmo assim, o estoque já se foi.

Neste primeiro momento, apenas Estados Unidos, Reino Unido, China, Japão, Austrália, França, Canadá, Alemanha e Hong Kong tinham o aparelho, assim como o novo MacBook.

Desses países, apenas as cidades de Tóquio, Londres e Paris possuem lojas físicas onde os produtos estão à mostra. Mas mesmo neles as compras só poderiam ser feitas online, sendo que as entregas começarão em 24 de abril.

Quase todos os modelos acabaram em poucos minutos. Nos EUA, segundo o The Next Web, apenas o de aço inoxidável com 38 milímetros ficou disponível por mais tempo, mas a MacMagazine relata que a linha Watch Sport se foi em 3 minutos.

Quando o estoque começou a diminuir, a previsão de entrega foi sendo empurrada para frente, até chegar a junho. E nenhum dos países dava opção de retirar o relógio em loja, portanto quem programou uma viagem pensando em comprar com antecedência para buscar o dispositivo se deu mal.

Além disso, foram divulgados os preços do AppleCare+ para os relógios: US$ 49 para Apple Watch Sport, US$ 69 para Apple Watch e US$ 1,5 mil para Apple Watch Edition. Ainda não há informações sobre quando o relógio será lançado no Brasil, mas depois desse início conturbado de vendas é provável que ele demore para chegar aqui.

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe

Loja da Apple em São Paulo será aberta em 18 de abril

A loja da Apple em São Paulo será inaugurada em 18 de abril, próximo sábado. A unidade fica no Morumbi Shopping, zona sul da cidade.

A confirmação consta no site da companhia, onde está o aviso de que a inauguração ocorrerá às 10h. A loja funcionará de segunda a sábado das 10h às 22h e, aos domingos e feriados, entre 14h e 20h.

Esta é a segunda loja da Apple no Brasil. A primeira está em funcionamento há mais de um ano no Rio de Janeiro.

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe

Rumor: Apple prepara lançamento de um buscador

A Apple pode estar se preparando para brigar com Google, Bing e Yahoo no mercado de buscadores.

A companhia divulgou que tem vaga aberta para um gerente de projetos de engenharia que cuidará de um produto chamado “Apple Search”.

Esse profissional ficará em San Francisco, na Califórnia, e terá de supervisionar as operações de desenvolvimento de uma “plataforma de buscas que suportará centenas de milhões de usuários”.

O cargo foi descoberto pelo pessoal do Cult of Mac e, na descrição da vaga, consta que o escolhido fará parte de um processo que “revolucionará a forma como as pessoas usam seus computadores e dispositivos móveis”.

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe

Começam as filmagens do próximo filme sobre Steve Jobs

O segundo filme biográfico sobre Steve Jobs finalmente começou a sair do papel, já que as filmagens do longa começaram.

A CNET acompanhou a equipe da Universal Pictures enquanto trabalhavam nas primeiras capturas da garagem da casa dos pais de Jobs, a original, que foi envelhecida para ser usada no filme.

Baseada na biografia oficial do executivo, “Steve Jobs” conta com roteiro de Aaron Sorkin e direção de Danny Boyle. O filme passará por três lançamentos que marcaram tanto a história da Apple quanto a de Jobs: Macintosh (1984), NeXT (1988) e iPod (2001).

O executivo será interpretado por Michael Fassbender, enquanto o papel de Steve Wozniak, que fundou a Apple com Jobs em 1976, deve ficar com Seth Rogen.

Os nomes de Kate Winslet e Jeff Daniels também aparecem, talvez para dar vida a Laurene Powell Jobs, esposa de Steve, e John Sculley, ex-CEO da Apple.

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe

Apple vendeu 4 milhões de iPhone 6 nas primeiras 24 horas da pré-venda!

Pois é, a pré-venda dos novos gadgets da Apple começou a acontecer na última sexta-feira. E… rapaz, os números devem estar agradando e muito os acionistas da maçã.

Isso porque a empresa vendeu 4 milhões de unidades de iPhone 6 (modelo regular e o Plus, somados), em 24 horas.

É difícil saber até que ponto os estoques estavam preparados para o evento, propositalmente ou não. Qualquer afirmação aqui seria especulação pura.

Mas vários usuários disseram que a loja estava passando por problemas técnicos por causa da quantidade de acessos simultâneos. A empresa afirma que o número de pedidos representa um record de pré-venda de iPhones em sua história.

E não é qualquer marca: isso representa praticamente o dobro do que foi vendido de iPhone 5, em 24 horas, durante a pré-venda que aconteceu em 2012.

O olha que tinha gente na fila que nem sabia explicar porque é que estava ali:


E já tinha gente formando fila para comprar o iPhone 6 em lojas físicas antes mesmo dele ser apresentado oficialmente, há quase três semanas.

E esse povo ainda vai ter que esperar um pouco mais. Isso porque a venda oficial nas lojas só vai acontecer no dia 19 de setembro, às 08:00, horário local, nos seguintes países:

  • Estados Unidos
  • Austrália
  • Canadá
  • França
  • Alemanha
  • Hong Kong
  • Japão
  • Porto Rico
  • Singapura
  • Reino Unido

Na semana seguinte, no dia 26 de setembro, a Apple vai abrir a venda em 20 países adicionais, incluindo:

  • Áustria
  • Bélgica
  • Dinamarca
  • Finlândia
  • Irlanda
  • Itália
  • Liechtenstein
  • Luxemburgo
  • Holanda
  • Nova Zelândia
  • Noruega
  • Portugal
  • Qatar
  • Rússia
  • Arábia Saudita
  • Espanha
  • Suécia
  • Suíça
  • Taiwan
  • Turquia
  • Emirados Árabes Unidos

E o Brasil? Bom, aí vareia. A Apple poderia mandar o aparelho antes pra ser homologado e resolver a vida dos brasileiros? Claro que não!!

Fonte: meiobit

Compartilhe

Confirmado: Apple apresentará novo iPhone em 9 de setembro

A Apple finalmente oficializou o evento de anúncio que deverá revelar o novo iPhone e, possivelmente, o seu relógio inteligente. A empresa começou a disparar convites para a imprensa internacional, chamando jornalistas para uma apresentação “misteriosa” no dia 9 de setembro.

apple

A data já era esperada, no entanto. Há algumas semanas o confiável site Re/Code já cravava o dia em que os novos produtos seriam mostrados. Agora, a Apple só confirmou os rumores.

No convite, diferente do que tradicionalmente a empresa faz, não há uma “dica” do que está por vir. A mensagem apenas diz “Gostaríamos de poder dizer mais”, com a data bem grande.

No entanto, para quem já acompanha o mercado já tem ideia do que está por vir, mesmo sem dica. O mês de setembro sempre traz o anúncio de um novo iPhone e a única dúvida era em qual parte do mês aconteceria o evento. Resta saber, portanto, se o tão especulado iWatch também será mostrado no evento.

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe

Rússia quer que Apple e SAP cedam acesso a códigos-fonte

A Rússia propôs que a norte-americana Apple e a alemã SAP deem para o governo acesso aos seus códigos-fonte para assegurar que seus produtos não são ferramentas para espionagem contra instituições. A sugestão de que duas das principais companhias de tecnologia do mundo revelem alguns de seus mais sensíveis segredos empresariais é feita em um momento sensível. Estados Unidos e União Europeia aprovaram sanções mais severas contra a Rússia por seu papel na Ucrânia.tim-cook-glare

O Ministério das Comunicações informou em um comunicado que a proposta russa foi feita na semana passada quando o ministro das Comunicações, Nikolai Nikiforov, se encontrou com o gerente-geral da Apple na Rússia, Peter Engrob Nielsen, e o diretor-gerente da SAP no país, Vyacheslav ORekhov.

O ministério disse que a proposta visa assegurar os direitos de consumidores e usuários empresariais à privacidade de seus dados pessoais, como também por questões de segurança do Estado.Embora cercada pela linguagem de proteção à privacidade, qualquer medida russa para forçar estas companhias a divulgar o funcionamento interno de seus softwares pode representar uma grande ameaça à viabilidade desses programas caso percam o controle do código-fonte.

O ministério citou sua cooperação de mais de uma década com a Microsoft. A companhia norte-americana tem compartilhado seu código-fonte para o sistema operacional Windows e outros produtos desde 2003 com a Atlas, uma instituição de tecnologia que se reporta ao ministério das Comunicações russo.

Fonte: G1

Compartilhe

Linux entra na briga de sistemas operacionais para carros

Desenvolvido em conjunto com a Linux Foundation, o Automotive Grade Linux (AGL) é um sistema operacional para carros, assim como o Carplay, da Apple, e o Android Auto, do Google, mas com código aberto.

Com ele, as fabricantes poderão criar outras interfaces sem que isso atrapalhe a compatibilidade entre diferentes marcas de veículos. A plataforma é baseada no Tizen In-Vehicle-Infotainment (IVI), cuja principal desenvolvedora é a Intel.

A interface é feita em HTML5 e Javascript, padrões abertos já usados em computadores, além dos sistemas Android, o que também facilita a compatibilidade. Entre os parceiros do projeto estão a Toyota, Honda, Nissan, Hyundai, Jaguar e Renesas, fabricante de chips automotivos.

Seu funcionamento é diferente dos sistemas de Apple e Google, que atuam como interfaces distintas rodando sobre os sistemas proprietários dos fabricantes e dependem de smartphones.

Um álbum com imagens do sistema operacional da Linux em funcionamento está disponível aqui e a primeira versão já foi lançada. Agora depende do ritmo de adesão das montadoras.

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe

Assistente do iPhone, Siri finalmente será traduzida para português

Parece que a espera dos brasileiros por uma Siri que fale português está para chegar ao fim, porque a Apple fará a assistente pessoal do iOS falar o idioma local.

Há alguns dias a empresa começou a buscar um profissional que possa trabalhar na tradução do sistema, fazendo com que ele opere, em português, com a mesma eficiência vista por quem usa o aparelho em inglês.

Entre os requisitos para a preencher a vaga estão a obrigação de ter fluência nativa no idioma, experiência comprovada com desenvolvimento de softwares e entender de iOS ou Mac OS X.

Além do profissional que ajudará a Siri a falar português, a Apple também procura quem tenha habilidades assim mas fale cantonês, japonês, inglês australiano e britânico, turco, russo, entre outros.

Para se candidatar, clique aqui.

Fonte: olhardigital

Compartilhe

Fundador da Beats aparece em vídeo confirmando compra pela Apple

Na noite de quinta-feira, surgiu com força o rumor de que a Apple estaria negociando a compra da Beats Electronics, empresa fundada pelo rapper Dr Dre, que produz os fones de ouvido tão famosos. Logo foi divulgado um vídeo no Facebook, no qual Dre parece confirmar o negócio ao se gabar de ser “o primeiro bilionário do hip-hop”.

cara

O vídeo foi postado na página do ator Tyrese Gibson, que reitera o valor de US$ 3,2 bilhões e solicita à Forbes, revista que tradicionalmente organiza o ranking das pessoas mais ricas do mundo, a rever sua lista, porque Dre acabou de entrar no “clube dos bilionários”.

O vídeo não confirma exatamente que a Apple concluiu a compra, mas dá a entender que, de fato, existe uma negociação prestes a gerar muito dinheiro para Dr Dre, fundador da Beats.

Para quem não acompanha o mercado de tecnologia, todas as grandes fusões e aquisições sempre são tratadas com sigilo até que elas sejam concluídas com sucesso. Por isso, você nunca vai ouvir da boca de nenhum executivo da Apple nada sobre qualquer negociação antes de ela ser finalizada.

Assim, não seria surpresa se o alto escalão da Apple ficasse muito zangado com o “vazamento” das informações. Isso também explicaria o fato de o vídeo ter sido removido do Facebook. Há, no entanto, várias cópias já circulando no YouTube. Uma delas pode ser conferida abaixo:



Fonte: Olhar Digital

Compartilhe