Receita fecha o cerco contra encomendas em sites no exterior

Iludidos pela promessa de isenção de impostos em produtos que custam até US$ 50, muitos brasileiros são surpreendidos ao retirar suas encomendas nos Correios ou em outro serviço de entrega. A isenção, que é alardeada pelos principais sites de vendas nesses moldes, só é válida para remessas de pessoa física para pessoa física.

Caso o envio seja realizado por um loja hospedada em site estrangeiro, o governo exige o pagamento do Imposto de Importação (II), que é de 60% do valor da fatura e ICMS, com variação de alíquota de acordo com o estado.

O jornal Folha de S. Paulo entrevistou o analista Jefferson José da Silva, que comprou um fone de ouvido por cerca de US$ 24, aproximadamente R$ 68, no site Mini in The Box. Ao retirar o produto nos Correios, precisou pagar uma taxa extra de R$ 63. Sem o pagamento, não levaria seus fones novos.

“Achei caro. Não compro mais. Agora, só nos sites brasileiros”, afirmou o analista ao jornal.

Grande parte das compras em sites estrangeiros estão sujeitas a tributação. Pessoas físicas que encomendam produtos entre US$ 50 e US$ 500 são obrigadas a pagar a alíquota de 60% do II, além de ICMS e uma taxa de despacho postal nos Correios, de R$ 12.

Se o valor das compras estiver entre US$ 500 e US$ 3.000, o II e ICMS permanecem os mesmos, mas a taxa de despacho sobe para R$ 150.

No ano passado, o número de remessas postais vindas do exterior cresceu 3,7%, para 21,6 milhões, segundo a Receita. De 2012 a 2013, a expansão havia sido de 44%.

Fonte: Folha de São Paulo

Compartilhe

Lojas on-line no Brasil aderem à ‘Cyber Monday’

Lojas on-line no Brasil aderiram nesta segunda-feira (2) à “Cyber Monday”, promoção que reúne descontos na internet com foco em eletroeletrônicos. Conforme o portal Busca Descontos, organizador da promoção no Brasil, pelo menos 30 lojas on-line participam da “Cyber Monday” no país.

A Americanas.com está oferecendo descontos de até 80% em seus produtos. O Submarino disse que todo a sua loja está com 10% de desconto. A Fnac afirmou que está vendendo games até 50% mais baratos. Entre outras lojas on-line participantes estão Ponto Frio, Extra, Walmart e Saraiva.

Tradicionalmente, a “Cyber Monday” é realizada na primeira segunda-feira depois do feriado norte-americano de Ação de Graças. Na última sexta-feira (23), aconteceu no Brasil a terceira edição da Black Friday, que reuniu promoções de 300 varejistas. As duas datas, tradicionais nos Estados Unidos, trazem uma série de descontos aos consumidores. Na “Black Friday”, os descontos são oferecidos também por lojas físicas.

Em 2011, as vendas da “Cyber Monday” nos Estados Unidos atingiram um recorde, chegando a US$ 1,251 bilhão em vendas on-line – o aumento foi de 22% em relação ao ano anterior.

‘Black Friday’
Na última sexta-feira (29), 300 varejistas on-line no Brasil venderam mais de R$ 100 milhões em apenas 12 horas de “Black Friday” – o valor já superava o total vendido na versão de 2011 do evento.

Apesar do aumento nas vendas, os internautas enfrentaram problemas quando tentavam fazer suas compras. Houve lentidão para carregar as páginas e finalizar as compras. Nas redes sociais, os compradores também reclamaram de ofertas com preços inflados para forjar descontos maiores em lojas on-line.

Em resposta, a Fundação Procon de São Paulo notificou as empresas que participam da “Black Friday”, ação promocional das redes de varejo, por indícios de maquiagem nos descontos.

Fonte: g1

Compartilhe

Qual a melhor plataforma de e-commerce para o seu negócio?

Escolher a melhor plataforma de e-commerce para montar uma loja virtual é um dos maiores desafios para quem está desenvolvendo um projeto de e-commerce. Embora a pergunta seja bem simples, não existe resposta fácil e muito menos padrão. Pior ainda, a resposta mais acertada e tecnicamente correta é o famoso: Depende.

melhor-plataforma-de-ecommerce

Na verdade, a resposta para a pergunta sobre qual é a melhor plataforma de e-commerce para a sua loja virtual está no seu documento de planejamento do  projeto. A plataforma de e-commerce ideal é aquela que supre suas necessidades e não estoura o seu orçamento. É claro que existem as questões técnicas envolvidas, como abordamos em um artigo anterior, sobre como escolher uma plataforma de e-commerce, mas a questão fundamental é coordenas as questões técnicas com o seu momento de negócio.

A melhor plataforma de e-commerce é a que vira parceira

Em primeiro lugar você deve se conscientizar que a escolha da plataforma de e-commerce é uma das etapas mais críticas de todo o processo de criação de uma

loja virtual e por isso mesmo merece todo o tempo, análise e pesquisa que você puder dedicar. Em nosso curso de e-commerce desenvolvemos uma planilha para ajudar os participantes nessa tarefa, já que existem literalmente dezenas de aspectos a serem considerados nessa análise, e a única maneira de não se perder nesse processo é sistematizando-o através de um check list.

Fonte: blogdoecommerce.

Compartilhe

Tendências do e-commerce em 2013

Já chegamos na hora de discutir as tendências do e-commerce em 2013 já que este ano, tirando o fim do mundo previsto no calendário Maia, nada de tão espetacular estará acontecendo. As campanhas de marketing para o Natal já estão prontas e apenas aguardando a ordem de disparo e portanto, vamos pensar no futuro.

qdhasdhas-dasudhausdhaushdasd

As tendências do e-commerce em 2013 vão ficando cada vez mais nítidas à medida em que o consumidor brasileiro incorpora cada vez mais as compras pela Internet ao seu dia-a-dia. Novas demandas vão surgindo e o comércio eletrônico brasileiro vem buscado se adaptar a essas novas situações de uma forma bem rápida.

Fonte: comercioeletronico.blog.

Compartilhe