Microsoft confirma suporte a extensões no navegador Spartan

A Microsoft parece finalmente estar perto da era moderna dos navegadores com o Spartan, codinome para o futuro browser da empresa que acompanhará o Windows 10. A equipe de desenvolvimento confirmou pelo Twitter que extensões estão nos planos para uma futura atualização do Spartan.

Hoje o Internet Explorer 11 já aceita alguns complementos, mas é algo diferente do que é possível encontrar nos concorrentes Chrome ou Firefox, . A intenção da Microsoft, segundo o site The Verge, é criar uma plataforma que permite que os desenvolvedores da Chrome Web Store façam o port de suas criações com mais facilidade para o novo navegador do Windows 10.

Até agora, a Microsoft apostava na tecnologia ActiveX, já consideravelmente ultrapassada, para ampliar as funcionalidades do Internet Explorer. Ao que tudo indica, a empresa está pronta para uma mudança radical.

Ainda não sabemos qual será o nome final do Spartan quando for lançado, mas a certeza é que a Microsoft quer distanciá-lo do Internet Explorer como conhecemos. O antigo navegador ainda deve ser distribuído com o Windows 10 por questões de retrocompatibilidade, mas o novo deve encabeçar os esforços da empresa com o novo sistema operacional.

O Spartan terá um novo motor de renderização chamado Edge, e vários outros recursos novos, como integração com a assistente Cortana, possibilidade de fazer anotações com rabiscos em telas de toque e comentários em uma página web, e um novo modo de leitura. Ainda não se sabe se ele será lançado para outras versões do Windows.

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe

Firefox 22 ganha fácil do Chrome, IE e Opera em teste de desempenho e recursos

O Tom’s Hardware publicou um looooooongo artigo comparando recursos e desempenho das versões atuais do Chrome, Firefox, Opera e IE. Os testes foram executados em um PC com processador i5 rodando Windows 8, com critérios de desempenho (tempo de abertura, tempo de exibição de página, …) e critérios de características (eficiência de uso de memória, conformidade com padrões.

wbgpxvichamp-27442

Após longo período de dominância do Chrome, uma novidade: o Firefox 22 foi o grande vencedor, por larga margem. E uma surpresa interessante: o recém-lançado Opera que usa os recursos do Chromium também se saiu muito bem, apesar de ser versão inicial.

O Chrome, por outro lado, parece estar seguindo um caminho que o velho Mozillão um dia trilhou: tem cada vez mais recursos, se aproxima cada vez mais de ser um desktop, e assim vai abrindo mão de fatias de desempenho e de estabilidade.

Fonte: BR-Linux.

Compartilhe

Hora da verdade para o Firefox OS: Primeiros aparelhos começam a ser vendidos

O Firefox OS enfrenta seu primeiro teste de fogo com o lançamento dos primeiros aparelhos, o ZTE Open e o Alcatel One Touch Fire, ambos bem simples e baratos. O objetivo do sistema operacional mobile da Mozilla é roubar mercado dos smartphones de entrada com Android ou Windows Phone. Em termos de hardware, nenhum dos dois impressiona, e para o bem ou para o mal, a estrela aqui é mesmo o sistema operacional.

20130701zte-open

A idéia de um sistema operacional totalmente aberto baseado em HTML merece aplausos, mas resta saber como são os aparelhos no dia a dia. Tive oportunidade de mexer em um aparelho com Firefox OS na Campus Party, e apesar de não ter tido tempo suficiente para fazer um review, fiquei com uma impressão de estar usando algo ainda cru, em versão beta, mas é bom lembrar que isto foi em janeiro.

Fonte: Meio Bit.

Compartilhe

Mozilla Firefox 22 chega cheio de novidades

A última versão do Firefox promete agradar aos gamers de plantão. A Fundação Mozilla, responsável pelo desenvolvimento do navegador, vem investindo pesado no desenvolvimento de ferramentas que melhorem o processamento gráfico do programa.

Com isso, uma das novidades mais interessantes da versão 22 do Firefox é o suporte a jogos em três dimensões nativos – e sem a necessidade de que você instale plug-ins criados por terceiros. Isso funciona graças a um motor JavaScript desenvolvido pela Mozilla e que trabalha com tecnologias Emscripten e WebGL.

image66s

Java poderoso

O Firefox 22 consegue provar a sua capacidade de trabalho nessa demonstração desenvolvida em conjunto com a Epic Games. No teste, o navegador roda nada menos do que o teste chamado Epic Citadel, criado com base na Unreal Engine 3. Já para quem gosta de ter mais ação, o game Banana Bread foi desenvolvido para demonstrar o poder do programa – e pode ser jogado aqui.

Além dos jogadores, quem curte fazer chamadas online também vai gostar de algumas novidades do Firefox 22, pois ele conta com um sistema nativo para a realização de chamadas – inclusive com vídeo. Chamado de Web Real-Time Communications (WebRTC), ele é capaz de trabalhar em conjunto com diversos aplicativos de comunicação.

Para finalizar, a empresa ainda adicionou um sistema inteligente de compartilhamento de arquivos e que funciona independentemente de qualquer outro aplicativo desenvolvido por terceiros.

Fonte: Tecmundo.

Compartilhe