Xiaomi é avaliada em US$ 45 bilhões e vira startup mais valiosa do mundo

Se alguma empresa pode se vangloriar de ter crescido em 2014 no ramo de smartphones é a chinesa Xiaomi. A empresa conseguiu virar um nome forte em um mercado já bastante saturado e encerra o ano com uma nova notícia: com uma nova rodada de investimentos, a Xiaomi passou a ser avaliada em US$ 45 bilhões, tornando-se a startup mais valiosa do mundo.

O título veio após um novo investimento de US$ 1,1 bilhão na última semana. Com a marca, a empresa supera o Uber, responsável pelo aplicativo homônimo para “caronas pagas”, avaliado em US$ 40 bilhões, considerado até então a startup mais valiosa.

O ano da Xiaomi realmente foi incrível. A chinesa chegou ao posto de terceira maior fabricante de smartphones do mundo enquanto várias outras fabricantes de nome como a Samsung perderam espaço. Isso tudo sem nem mesmo ter representação no Ocidente, o que dificulta muito a aquisição de seus produtos nesta parte do globo.

Para se ter uma ideia, o valor da Xiaomi mais do que quadruplicou desde o fim de 2013. A empresa já vale quase três vezes mais que a Lenovo, fabricante de PCs chinesa que adquiriu a Motorola neste ano para alavancar sua divisão de celulares.

Nem tudo são flores, no entanto. São várias as acusações de cópia, plágio e roubo de propriedade intelectual enfrentadas pela Xiaomi. A Ericsson já processou a chinesa neste mês pedindo a suspensão de vendas na Índia. O chefe de design da Apple, Jony Ive, já acusou a empresa de roubar o design de seus produtos e de “serem preguiçosos”. Tudo isso atrapalha a expansão para mercados mais desenvolvidos, mas o Brasil já está em sua mira, com provável chegada marcada para 2015.

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe

Biometria pode ser usada para pagar contas pelo smartphone

A Apple inovou seus produtos com o sensor biométrico de seu iPhone 5s. Mas a Danal, uma empresa sul-coreana, vai além com a ideia de utilizar a tecnologia para pagar contas pelo smartphone de forma mais segura. Em vez de senhas, o usuário poderá usar sua impressão digital.

 imagem

O Korea Herald diz que a companhia, focada em pagamentos móveis, utilizará a tecnologia de biometria da Crucialtec em um smartphone da Pantech, marca popular no país. A empresa pretende levar a inovação para outros lugares do mundo, com foco nos EUA e na China.

O uso dos sensores biométricos nos smartphones pode representar o começo de uma grande evolução na segurança dos aparelhos.

 Fonte: olhar digital
Compartilhe

Conheça o Moto X, o smartphone personalizável da Motorola

Depois de muitos “vazamentos” e várias especulações, a Motorola finalmente lançou o seu novo smartphone Moto X, criado com um único objetivo, ser um gadget acessível e funcional para os usuários. O conceito começa pela personalização. O Moto X pode ser totalmente customizado na hora da compra. São 18 opções de cores para a capa traseira, frente em preto ou branco, e detalhes como os botões da lateral e o aro em volta da lente da câmera, com um total de 504 variações possíveis.

20130801moto_x_1

O aparelho será montado na fábrica da Motorola em Fort Worth, Texas, o que garante a agilidade na entrega dos modelos personalizados. As personalizações, que neste primeiro momento estão disponíveis apenas para clientes da AT&T, serão feitas através de um site, o Moto Maker.

Fonte: Meio Bit.

Compartilhe

Smartphone com Ubuntu: Canonical procura 40.000 pessoas em 1 mês para juntar US$ 32 milhões

A Canonical iniciou uma campanha de crowdfunding para encontrar em 1 mês 40.000 pessoas dispostas a pagar antecipadamente US$ 830 para juntar os US$ 32 milhões que ela precisa para entregar a eles um telefone com Ubuntu a partir de maio do ano que vem.

ui-3-104755

É um passo diferente em relação às empresas que querem fazer seus próprios smartphones e procuram o dinheiro inicial via parcerias na indústria e no universo das operadoras. Será que o público vai se interessar? Vale considerar que Mr. Shuttleworth avisou hoje que a Canonical continua aberta a um possível fabricante de grande porte que queira fazer parceria.

O aparelho – o smartphone Ubuntu Edge – tem uma descrição técnica interessante: 4GB de RAM, CPU com 4 núcleos, 128GB de armazenamento, tela de 1280×720, 2 câmeras, porta HDMI. E com dual boot de Ubuntu e Android.

Se você estiver interessado, saiba que quem aderir no 1º dia terá desconto, e só precisará pagar US$ 600.

Fonte: BR-Linux

Compartilhe

Samsung oficializa lançamento de mais um Galaxy S4

A Samsung se prepara para colocar mais um smartphone no mercado. E não se trata apenas de um novo Galaxy, é uma outra versão do S4.
GalaxyS4-Press-06-380-75
Foi o chefe da divisão móvel da empresa quem informou sobre o novo produto, que terá internet duas vezes mais rápida do que a versão atual do Galaxy S4.

Em entrevista à Reuters, J.K. Shin disse que o smartphone contará com tecnologia 4G LTE-Advanced, que é superior à atual LTE (de long term evolution).

Para se ter uma ideia, se um vídeo leva 3 minutos para ser baixado em LTE, em um com LTE-Advanced esse tempo cai para 1 minuto.

O telefone será equipado com processador da Qualcomm e chega às lojas sul-coreanas ainda neste mês.

Fonte: Olhar Digital.

Compartilhe

Primeiros smartphones com o Firefox OS começam a ser vendidos

A Geeksphone, primeira empresa a fabricar aparelhos com o sistema operacional Firefox OS, começou a vender hoje os smartphones que utilizam a novidade da Mozilla. Os gadgets podem ser adquiridos pela loja online da empresa, contudo vale lembrar que eles são vendidos com uma versão mais “crua” do SO, a chamada “Developers Preview”.

Vale lembrar que o CEO da Mozilla, Gary Kovacs, revelou que os aparelhos com o Firefox OS estável serão lançados em cinco territórios (Venezuela, Polônia, Portugal, Espanha e Brasil) e devem chegar às lojas em junho – já com lançamentos das grandes companhias, como LG, ZTE, Huawei e Sony.

Em duas versões

Os aparelhos lançados pela Geeksphone não chamam tanto a atenção, pois não contam com um hardware muito potente. Os aparelhos não trazem nada de extraordinário, de forma que o grande destaque fica mesmo por conta do sistema operacional. Confira os dois modelos que trazem o Firefox OS e que custam, respectivamente, 91 euros e 149 euros:

Keon

  • Tela de 3,5 polegadas;
  • Processador Qualcomm Snapdragon S1 1 GHz;
  • 512 MB de memória RAM;
  • Bateria de 1580 mAh;
  • Câmera traseira de 3 megapixels;
  • 4 gigabytes de armazenamento interno (expansão com cartão microSD é possível).

Peak

  • Tela de 4,3 polegadas;
  • Processador Qualcomm Snapdragon S4 1,2 GHz x2;
  • 512 megabytes de memória RAM;
  • Bateria de 1800 mAh;
  • Câmera traseira com 8 megapixels;
  • Câmera frontal com 2 megapixels;
  • 4 gigabytes de armazenamento interno (expansão com cartão microSD é possível).

Fonte: tecmundo

Compartilhe

Receita lança simulação do Imposto de Renda para celular e tablet

A partir desta sexta-feira (15) os contribuintes poderão fazer a simulação do seu Imposto de Renda a partir de smartphones ou tablets.

Ao incluir informações pessoais, como rendimentos e deduções, o aplicativo fará os cálculos e indicará quanto deve ser restituído ou pago à Receita Federal.

De acordo com o Ministério da Fazenda, o download do aplicativo já pode ser feito para quem usa a plataforma Android.

Usuários do sistema operacional iOS, da Apple, entretanto, ainda terão de aguardar a liberação do aplicativo pela Apple, o que deve ser feito ainda hoje.

Segundo a coordenadora de sistemas da Receita Federal, Maria Rita Prudente de Abreu, o novo aplicativo ainda não permite o envio da declaração do IR via smartphone ou tablet. Entretanto, essa nova função já está em estudo.

“Fazer o projeto é simples, mas ainda temos algumas restrições por questão de segurança”, disse. “Todo mundo espera e almeja que isso possa ser feito. É nosso objetivo, mas para o futuro. Não é possível estabelecer datas, muito menos afirmar que será feito no ano que vem”, completou.

As plataformas também não interagem. Por exemplo, não é possível puxar os dados declarados no ano anterior, pelo programa do computador, para que o aplicativo móvel faça a simulação da restituição ou do valo a pagar.

Significa que os usuários precisam necessariamente digitar as informações no aplicativo, seja pelo modelo simplificado ou completo.

Quem tiver pagamento em atraso também pode identificar o valor a ser pago na página e imprimir o recibo.

A nova versão do aplicativo exige cadastro do aparelho que faz o acesso. O passo a passo é informado no momento de acesso.

Outra novidade anunciada pela Receita é que agora é possível salvar os 20 últimos CPFs consultados, como forma de agilizar o acesso.

A Receita explica que esta foi uma sugestão recebida pelos usuários, que pode facilitar o uso por escritórios de contabilidade, mas também de famílias que usam o mesmo dispositivo para consulta.

Além dessas funções o aplicativo também dá orientações sobre como fazer a declaração, permite acesso a perguntas e respostas.

De acordo com a Receita Federal, já foram feitos mais de um milhão de acessos ao aplicativo móvel desde o lançamento no ano passado, em 6 de junho de 2012, véspera da restituição do primeiro lote do IR do ano passado.

Fonte: folha

Compartilhe