Xiaomi compra patentes da Microsoft e leva Skype e Office aos seus smartphones

A Microsoft concordou em transferir algumas de suas patentes para a Xiaomi, integrando os planos da fabricante de smartphones chinesa de entrar no mercado norte-americano e avançar em outros.

O acordo entre a Xiaomi e Microsoft também cobre o uso do Microsoft Office e Skype em smartphones Android e tablets da companhia chinesa, de acordo com um comunicado enviado pela Microsoft nessa terça-feira.

Segundo informações do Wall Street Journal, a Xiaomi comprou cerca de 1.500 patentes da Microsoft e ainda está assinando um licenciamento cruzado para outras patentes da empresa de Redmond.

“Expandir a parceria entre Xiaomi-Microsoft: novo acordo para Office & Skype pré-instalados, licença cruzada IP e acordo de transferência de patente”, escreveu o vice-presidente da Xiaomi, o brasileiro Hugo Barra, em sua página no Twitter.

No entanto, ainda não ficou claro se a Microsoft vendeu patentes relacionadas ao Android para a Xiaomi.

“Imagino que a Microsoft gostaria de manter suas patentes Android, e provavelmente não as venderia”, disse Bryan Ma, vice-presidente da consultoria IDC.

“De qualquer forma, a Xiaomi está tentando construir seu portfólio de patentes, particularmente para ajudar seus esforços internacionais, então isso soa como um ótimo impulso”, disse Ma. O acordo também dá ao ecossistema da Microsoft mais usuários em potencial, algo que tem se tornado cada vez mais importante para a companhia do que o Windows.

De acordo com analistas, a companhia chinesa tem mirado o mercado americano há um tempo, mas aparentemente resistiu devido a preocupações sobre processos por infração de patentes, que se tornaram uma parte relativamente comum às fabricantes de smartphones para manter suas rivais fora do lucrativo mercado americano. A entrada da Xiaomi na Índia, por exemplo, resultou em um processo por infração de patentes movido pela Ericsson.

Sob o acordo com a Microsoft, que se inicia a partir de setembro, aparelhos Android Xiaomi, incluindo o Mi 5, Mi Max, Mi 4s, Redmi Note 3 e Redmi 3, virão com os seguintes aplicativos pré-instalados: Microsoft Word, Excel, PowerPoint, Outlook e Skype. Ofertas específicas devem variar de acordo com o aparelho e operadora. Segundo a Microsoft, o acordo também cobre o Windows 10 para o Mi Pad e o Microsoft Azure alimentando o serviço Mi Cloud.

A Microsoft assinou com um grande número de fornecedores de smartphones Android para o seu programa de licenciamento de propriedade intelectual que os protege de processos por violação de patentes. A companhia assinou mais de 1.200 acordos desde que o lançou em dezembro de 2003.

Fonte: IDGNow

Compartilhe

Operadoras são impedidas de cortar internet móvel em São Paulo

Uma decisão de hoje da 34ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo impede que as operadoras de telefonia móvel cortem o fornecimento de internet aos smartphones de seus clientes de planos ilimitados após o consumo da franquia contratada.

No dia 12 de maio, o Procon-SP obteve uma liminar que proibia as operadoras de realizar a prática. As operadoras, no entanto, recorreram. A decisão judicial de hoje nega o recurso das empresas e mantém a proibição do corte.

Caso descumpram a decisão, as operadoras Claro, Oi, Tim e Vivo estão sujeitas a multa de R$ 25 mil por dia. A decisão vale apenas para o estado de São Paulo e para planos contratados até o dia 11 de maio.

A ação do Procon foi motivada, segundo a entidade, pela modificação unilateral realizada pelas empresas de telefonia móvel. Na decisão judicial, o desembargador Gomes Varjão argumenta que, ainda que a mudança esteja baseada em resolução da Anatel, as operadoras precisariam ter avisado seus clientes no momento da contratação que a forma de acesso à internet poderia ser modificada durante a vigência do contrato.

Antes do final do ano passado, quando as operadoras passaram a adotar a prática, usuários que consumiam dados além dos contratados em seu plano podiam continuar navegando na internet, mas com velocidade reduzida.

O corte do acesso à rede por parte das operadoras já foi proibido pela justiça também nos estados do Acre e do Maranhão. Os Procons do Paraná e de Sergipe já entraram com ações pedindo a proibição da prática, e aguardam um parecer da justiça. No Rio de Janeiro, o Tribunal de Justiça suspendeu a liminar do Procon, permitindo às operadoras que continuassem a cortar o acesso à rede de seus usuários no estado.

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe

Microsoft Office para Smartphones Android

Depois de um longo tempo mantendo seus clientes à espera, a Microsoft finalmente lançou a versão Android do Microsoft Office, embora desta vez apenas para smartphones que executam a plataforma do Google. A Microsoft lançou, recentemente, o tão esperado Microsoft Office para iPhones e um grande número de usuários do Android estavam preocupados se a empresa não estaria sendo muito exigente.

999393_498578390220007_1113860693_n

Esta nova versão do Office é, contudo, limitada aos assinantes do Office 365. Se você atender a essas duas condições – isto é, se você for um proprietário do smartphone Android e está inscrito para o Office 365, agora você pode instalar o Microsoft Office PowerPoint, Word e planilhas do Excel. O próprio aplicativo é gratuito para download no Google Play Store, mas para usar o aplicativo instalado, é necessário fazer login com sua assinatura do Office 365.

Fonte: under-linux.

 

Compartilhe

Samsung mostra como pretende revolucionar os smartphones

A Samsung vem acenando com a possibilidade de investir em novos formatos de telas, especialmente as flexíveis. Durante a última CES, em janeiro, um protótipo (foto) chamou a atenção do público.

20130709152608

Nesta terça-feira, a coreana demonstrou em vídeo o conceito que poderá revolucionar seus aparelhos. Trata-se de um display superfino que se adapta às intefaces dependendo de como é dobrado. Isso o possibilita ser, ao mesmo tempo, tablet e celular.

O vídeo também mostra um sensor especial usado para testar condições de saúde por meio de radiofrequências. Basta acoplá-lo ao braço do usuário para que as informações sejam exibidas na tela do smartphone.

Fonte: Olhar Digital.

Compartilhe

Facebook e Samsung falam de parcerias

A agência “Bloomberg” informou nesta terça-feira (18) que Mark Zuckerberg, presidente-executivo do Facebook, está buscando impulsionar as vendas de publicidade em dispositivos móveis ao discutir possíveis parcerias com a Samsung Electronics, de acordo com o chefe da divisão de celulares da empresa sul-coreana, Shin Jong-kyun.
01zfacebook_prontoo
Zuckerberg e Jong-Kyun também discutiram a situação da indústria de tecnologia da informação, segundo a agência. Zuckerberg deixou o escritório da Samsung em Seul, na Coreia do Sul, sem responder a perguntas de jornalistas.

De acordo com a “Bloomberg”, o fundador do Facebook se comprometeu a investir em produtos que irão recompensar os investidores decepcionados com a queda de 37% das ações da rede social desde a oferta pública inicial, em maio de 2012. O Facebook está tentando fazer com que os usuários passem mais tempo na rede social nos smartphones, enquanto a Samsung é a maior fabricante mundial de celulares inteligentes.

Fonte: G1.

Compartilhe