Apple Watch já vende mais que a soma dos relógios com Android Wear

De acordo a agência de pesquisa de mercado Slice Intelligence, 957 mil unidades do Apple Watch foram vendidas nas 9 mil lojas espalhadas pelos EUA. Isso significa que o novo smartwatch da empresa comandada por Tim Cook já superou a soma das vendas de todos os dispositivos vestíveis semelhantes com sistema operacional do Google, já que os gadgets esse sistema anotaram 720 mil unidades vendidas no ano passado.

Um dado interessante destacado pela consultoria é que cerca de 1,3 modelos foram vendidos por compradores. Isso, na prática, quer dizer que houve entre os consumidores um grupo específico que comprou mais de um smartwatch em seu nome.

Cerca de 70% dos Apple Watches vendidos foram os modelos com pulseiras maiores. O case Space Gray (40%) e o Space Black (36%) foram os mais populares entre os modelos oferecidos. Os preços dos relógios variam de US$ 350 a até 17mil dólares, como os modelos “Edition” da linha, que são feitos em ouro.

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe

Tim Cook sobre Android e celulares baratos: “não fabricamos lixo”

Tim Cook está ciente de que o Android detém uma fatia de mercado maior do que os dispositivos iOS, mas sob seu ponto de vista essa discussão é irrelevante. Em entrevista ao Businessweek junto com Jonathan Ive e o chefe de design Craig Federighi, ele foi categórico ao dizer que vender mais não é importante, e sim ser o sistema mais relevante: os apps iOS são os mais rentáveis e os maiores responsáveis pelo tráfego na net em comparação à suas contrapartes do robozinho verde.

20130919tim-cook

“Uma maior fatia de mercado faz diferença se seu produto não é utilizado? Para nós é importante que as pessoas use nosso produtos. Nós realmente queremos enriquecer as vidas das pessoas, e você não pode mudar a vida de alguém dessa forma.”

Fonte: Meio Bit.

 

 

Compartilhe

Mercado Cook se desculpa por problemas da Apple na China

Pequim – O presidente-executivo da Apple, Tim Cook, se desculpou nesta segunda-feira com os consumidores chineses pela confusão sobre a política de garantia após mais de duas semanas de críticas da mídia chinesa em seu serviço de pós-vendas.

A Apple está revisando suas garantias para o iPhone 4 e o iPhone 4S e simplificando sua explicação sobre garantias e procedimentos para os consumidores darem suas opiniões, disse Cook em uma carta no site da empresa na China.

“Nós estamos cientes de que, devido a uma comunicação externa suficiente, alguns consideram que a atitude da Apple é arrogante, desatenta ou indiferente à opinião dos clientes”, disse Cook. “Nós expressamos nossas desculpas sinceras por causar aos clientes qualquer mal-entendido ou temor”, adicionou.

As críticas à Apple começaram em 15 de março com a difusão de um programa anual na China Central Television sobre direitos e segurança dos consumidores. Agora a Apple vai substituir os modelos iPhone 4 e 4S comprados na China com novos modelos em caso de tais reparos, junto com uma nova garantia de um ano, disse Cook em sua carta.

Fonte: info

Compartilhe