Rússia quer que Apple e SAP cedam acesso a códigos-fonte

A Rússia propôs que a norte-americana Apple e a alemã SAP deem para o governo acesso aos seus códigos-fonte para assegurar que seus produtos não são ferramentas para espionagem contra instituições. A sugestão de que duas das principais companhias de tecnologia do mundo revelem alguns de seus mais sensíveis segredos empresariais é feita em um momento sensível. Estados Unidos e União Europeia aprovaram sanções mais severas contra a Rússia por seu papel na Ucrânia.tim-cook-glare

O Ministério das Comunicações informou em um comunicado que a proposta russa foi feita na semana passada quando o ministro das Comunicações, Nikolai Nikiforov, se encontrou com o gerente-geral da Apple na Rússia, Peter Engrob Nielsen, e o diretor-gerente da SAP no país, Vyacheslav ORekhov.

O ministério disse que a proposta visa assegurar os direitos de consumidores e usuários empresariais à privacidade de seus dados pessoais, como também por questões de segurança do Estado.Embora cercada pela linguagem de proteção à privacidade, qualquer medida russa para forçar estas companhias a divulgar o funcionamento interno de seus softwares pode representar uma grande ameaça à viabilidade desses programas caso percam o controle do código-fonte.

O ministério citou sua cooperação de mais de uma década com a Microsoft. A companhia norte-americana tem compartilhado seu código-fonte para o sistema operacional Windows e outros produtos desde 2003 com a Atlas, uma instituição de tecnologia que se reporta ao ministério das Comunicações russo.

Fonte: G1

Compartilhe

BitTorrent Sync chega à fase beta e ganha app para Android

O BitTorrent Sync é talvez o programa mais inovador da companhia desde sua magna opus, lançada no distante ano de 2001. O aplicativo lançado no começo do ano permite criar uma nuvem pessoal entre diversos dispositivos, e está disponível para Windows, Linux, Mac e agora, também Android, para aproveitar o lançamento do beta público.

20130718gogoni-bittorrent-sync

O Sync permite que você determine pastas em seus computadores para compartilhar arquivos entre vários terminais, semelhante a serviços como DRopbox, SkyDRive, Mega e etc etc etc. A diferença primordial é que não há limite de espaço: o Sync ocupará até o limite em HD que você possuir em suas máquinas. Por isso mesmo seu foco é no armazenamento de arquivos grandes de 4 GB para cima. E aliada à criptografia BitTorrent, a confiabilidade da transferência dos arquivos entre dispositivos estágarantida

Fonte: Meio Bit.

Compartilhe

Telefonica se diz comprometida com sistemas operacionais alternativos, e por isso vai apoiar Windows Phone

A Telefônica e a Microsoft anunciaram, nesta quarta-feira (26), uma parceria para promover o sistema operacional Windows Phone 8. A parceria de um ano inclui investimentos em marketing da Telefônica para divulgar os smartphones com Windows Phone 8 na Alemanha, Chile, Espanha, México, Reino Unido e Brasil.

grd

Em comunicado, a Telefônica afirmou que está “firmemente comprometida” em aumentar sua presença na oferta de dispositivos móveis para encorajar o uso de outros sistemas operacionais como alternativa ao iOS, presente no iPhone e iPad, e Android. A operadora afirma, ainda, que um dos objetivos é oferece uma experiência mais personalizada aos usuários.

Além do investimento em marketing, a Telefônica pretende oferecer aos seus clientes o acesso a produtos e serviços da Microsoft, como o Office 365 e o SharePoint (empresas), além de outros recursos como o serviço de backup em nuvem Skydrive e o Xbox (consumidor final).

Fonte: BR-Linux.

Compartilhe

Nasa migra computadores do Windows para Linux

A Nasa, agência espacial americana, decidiu migrar os sistemas dos computadores da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) do Windows para Linux. O objetivo, diz a agência, é ter um sistema operacional confiável, com bom desempenho e de baixo custo.

Segundo a Linux Foundation, a ideia da Nasa de mudar o sistema das máquinas não é nova. Mas só agora a migração foi colocada em prática.

nasa-20130509164830

A Nasa acredita que os funcionários precisam de um sistema estável e confiável que possa ser modificado conforme as necessidades. Além disso, considera difícil ter suporte técnico a quase 400 quilômetros da Terra, onde está a ISS.

Os astronautas da ISS e funcionários da área de TI usarão computadores portáteis com Debian 6, codinome “Squeeze” da distribuição comercial livre do Linux.

A Nasa firmou uma parceria com a Linux Foundation para criar dois cursos e, assim, introduzir o Linux aos astronautas e ensinar como desenvolver aplicações para o sistema. Apesar de já estar confirmado o uso do Debian 6, as formações irão preparar os funcionários para várias distribuições, como Scientific Linux.

Além dos equipamentos pessoais dos astronautas, o Linux será o sistema operacional do robô Robonaut (R2), projetado para assumir determinadas tarefas dos astronautas. A Nasa acredita que a capacidade do Linux ajudará os desenvolvedores a garantir que o R2 possa ser produtivo na ISS.

Fonte: Info.

Compartilhe

Aparelhos da Apple devem superar os com sistema Windows neste ano

Neste ano, os consumidores devem pela primeira vez comprar mais aparelhos Apple do que computadores, tablets e celulares inteligentes acionados pelo sistema operacional Windows, apontam analistas.

A tendência mostra como a transição da computação de mesa para a móvel representa uma ameaça para o domínio da plataforma da Microsoft sobre o mercado.

O grupo de pesquisa de mercado Gartner prevê que as vendas de tablets superarão as de computadores de mesa e laptops tradicionais até 2015 e outros analistas estimam que a virada possa surgir até mais cedo.

A força da Microsoft no mercado de computadores para empresas vai sustentar sua divisão Windows por ainda muitos anos, segundo o Gartner, mas no mercado ao consumidor os produtos da empresa correm o risco de se tornar irrelevantes, diz a analista Carolina Milanesi.

No ano passado, as vendas combinadas da Apple ao consumidor, com 159 milhões de iPhones, iPads e Macs, ficaram abaixo dos 175 milhões de aparelhos equipados com o Microsoft Windows.

O Gartner prevê que os embarques da Apple, pelo critério de volume, atingirão os 233 milhões de unidades neste ano, superando 181 milhões do Windows.

“Se os consumidores não comprarem [o Windows], os criadores de software não se interessarão pela plataforma. A Microsoft precisa vencer no mercado ao consu-
midor se deseja manter a relevância.”

TABLETS

O iPad detém mais de metade do mercado de tablets, e o Google Android domina entre os smartphones, mas o Windows não conseguiu avanço no segmento móvel.

Horace Dediu, analista independente que cobre o mercado de computação móvel para a Asymco, previu no ano passado que os tablets ultrapassariam os computadores pessoais no fim de 2013.

Os embarques de aparelhos acionados pelo Android passarão da marca do bilhão pela primeira vez em 2014, prevê o Gartner, superando os embarques combinados das plataformas Apple e Microsoft.

Fonte: folha

Compartilhe

Microsoft é acusada de dificultar a utilização do Linux na Europa

A relação entre a Microsoft e os adeptos de sistemas operacionais de código aberto não é das mais amistosas. Para piorar essa situação, a empresa dona do Windows foi acusada por um grupo espanhol — intitulado como Hispalinux — de dificultar a utilização do Linux e outros softwares do gênero em computadores europeus.

Segundo o documento enviado pelo grupo para a Comissão Europeia, essa obstrução de sistema operacional acontece em computadores vendidos com o Windows 8, por conta do recurso de segurança chamado UEFI Secure Boot. A ferramenta “controla” alguns processos do sistema enquanto ele é ligado, interferindo na utilização de softwares Linux.

O UEFI Secute Boot pode ser desativado manualmente caso o dono do computador deseje fazer isso. No entanto, essa decisão pode prejudicar o funcionamento da máquina — além de ser um incômodo bastante desnecessário para quem deseja trocar o sistema do seu próprio PC.

E as consequências?

Ainda não se sabe qual vai ser o resultado desta manifestação, mas é muito provável que algo de peso aconteça, já que a Hispalinux representa cerca de 8 mil usuários de sistemas de código aberto. Apesar disso, nem a Microsoft e nem a Comissão Europeia chegaram a comentar algo sobre o assunto.

62871086426152241

Também vale lembrar que a companhia do Windows foi multada pela União Europeia no começo deste mês por quebrar o compromisso de oferecer diferentes opções de navegadores no seu sistema — e o valor não foi baixo, já que ela foi obrigada a pagar R$ 1,4 bilhão como forma de punição disciplinar.

Fonte: tecmundo

Compartilhe